segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Legumes Salteados com Esparguete

Sou apologista de pratos simples e de fácil execução, principalmente no verão. Adoro cozinhar mas as temperaturas excessivamente elevadas tiram-me a vontade toda de estar de volta do fogão! E a prova disso é que desde o inicio de Junho que não partilhava nenhuma receita...

Não deixei de comer obviamente, mas não tinha cozinhado nada que merecesse destaque aqui no blogue.

Mas confesso que já tinha algumas saudades de vir aqui partilhar as minhas aventuras culinárias :)

Por isso depois do Bolo de Bolacha que partilhei AQUI, nada melhor que um prato principal, bem veraneante! Espero que gostem :)







Ingredientes:

  • 1 embalagem de legumes congelados para saltear do Pingo Doce
  • 100g de Philadelphia {metade da embalagem}
  • 100ml de leite {ou de natas se preferir} 
  • 1 cebola picada
  • 2 dentes de alho picados
  • 1 folha de louro
  • Especiarias a gosto {usei açafrão, caril e cominhos}
  • Sal
  • Azeite
  • Esparguete q.b.


Preparação:
  1. Comece por colocar o esparguete a cozer conforme as instruções da embalagem.
  2. Entretanto coloque numa frigideira um fio de azeite, junte a cebola, os alhos e o louro e deixe alourar.
  3. Junte os legumes, tempere a gosto com sal e especiarias e envolva bem.
  4. Deixe cozinhar até que os legumes percam a água.
  5. Junte o leite e o philadelphia, mexa bem e deixe cozinhar 2 ou 3 minutos até que o molho fique apurado.
  6. Depois do esparguete cozido, escorra-o e junte-o aos legumes.
  7. Envolva bem e sirva.


Nas fotos não se nota mas fica super cremoso!! :D




Bom Apetite,
Mia*


sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Bolo de Bolacha com Creme de Manteiga

Olá pessoas queridas :)

Nada melhor que um delicioso bolo de bolacha para voltar às receitinhas aqui no blogue, daqueles com muito creme de manteiga, muito guloso e muito gordinho! Mas uma vez não são vezes não é mesmo?

Espero que gostem tanto quanto eu, que já há uns bons anos que não comia, e olhem soube-me pela vida :D

Sem mais demoras vamos à receita!






Ingredientes:

  • 2 pacotes de bolacha Maria
  • 250g de manteiga em temperatura ambiente
  • 150g de açúcar
  • 200ml de água quente
  • 1 colher de sopa de café solúvel 
  • Confetis e bolacha triturada para decorar.


Preparação:
  1. Começar por preparar o creme. Colocar a manteiga numa tigela e bater com a batedeira até obter um creme, juntar o açúcar aos poucos até incorporar. Reservar.
  2. Numa outra tigela colocar a água quente e juntar o café solúvel, envolver.
  3. Para a montagem, molhar as bolachas em café e dispor em circulo num prato redondo, por cima colocar uma camada de creme de manteiga e assim sucessivamente até acabar os ingredientes.
  4. Ter em atenção que a última camada de creme deve cobrir o bolo todo.
  5. Decorar a gosto com confetis e bolacha triturada.
  6. Levar ao frigorífico até à hora de servir.


Não ficou de babar??? :D




Bom Apetite,
Mia*

sexta-feira, 15 de julho de 2016

SOMOS PORTUGAL! SOMOS CAMPEÕES DA EUROPA! #euro2016

Ando para escrever este texto desde do dia 11... mas as emoções foram tantas que era difícil transcreve-las para aqui. Sim, eu sou daquelas pessoas malucas fanáticas quando o assunto é futebol. O Sporting é o meu clube do coração mas há qual quer coisa de especial na Selecção Nacional, talvez porque seja um símbolo da nossa nação. Talvez porque ache arrepiante ouvir milhares de pessoas a cantar o Hino. Ou talvez porque eu seja mesmo maluquinha fanática :)

Eu só sei que sabia. Eu sabia que desta vez ia ser diferente. Não me perguntem o porquê. Eu só sei que sabia! Não há uma explicação lógica, mas eu acreditei sempre, sempre...






Mesmo quando empatámos em todos os jogos da fase de grupos, eu sabia que íamos chegar à final.

Mesmo quando foi preciso esperarmos 117 minutos de jogo para ganharmos nos oitavos-de-final... eu sabia! E aí eu não só percebi, como senti e acreditei com toda a força deste mundo que não íamos chegar só à final, nós íamos ser campeões! 







Quando nos quartos-de-final ficámos a perder logo em inicio de jogo, tudo o que vi nos rostos à minha volta foi desaire, foi decepção, foi falta de esperança, foi deitarem a toalha ao chão, literalmente!

Mas nem aí eu acreditei que fossemos ser eliminados. A esperança e esta estranha certeza estiveram sempre comigo, sempre. E eis que aos 33 minutos de jogo Renato Sanches marca o golo da esperança. O sonho continuava!! Mas foi preciso irmos para penaltys...







Cristiano Ronaldo marcou o primeiro, ou não fosse ele O CAPITÃO! O capitão que incentiva, o capitão que dá força, que dá esperança. O capitão que diz "anda, tu vais bater, tu bates bem!". 







(São) Patrício, o guardião das nossas redes que foi considerado pela uefa o melhor do campeonato, conseguiu defender um e Quaresma marcou o que nos levou às meias-finais! Estava feito! O sonho continuava. E eu continuava a acreditar nas minha convicções, nós íamos chegar à final e íamos ser campeões.






Meias-finais... foi preciso chegarmos aos 50 minutos de jogo para vermos o nosso Capitão dar um salto do outro mundo e marcar o golo que alimentou o sonho de 11 milhões de portugueses!!!!! 3 minutos depois Nani cimentou esse sonho! Os minutos passaram, o árbitro apitou e fez-se história outra vez! 12 anos depois Portugal voltava a estar na final de uma grande competição. E aquela expressão de felicidade estampada na cara do nosso Capitão reflectia o espírito de uma nação inteira...







E eu? eu sabia que isto ia acontecer! Chamem-lhe feeling, chamem-lhe o quiserem. Eu só sei que sabia!








10 de Julho, dia da final. Exactamente um mês depois de se comemorar o dia de Portugal. Não podia ser só uma coincidência... 

França, o país anfitrião, o país que tanto nos criticou e tanto nos tentou deitar a baixo, era agora o país que ia disputar a final connosco. Não podia ser só uma coincidência...







O dia chegou. Os 11 magníficos entraram em campo e com eles 11 milhões de portugueses cantaram o Hino mais bonito do mundo, bem alto! 11 milhões de portugueses que acreditavam no sonho!!!! 





Os mesmos 11 milhões que minutos depois choraram com nosso Capitão! 12 anos depois voltamos a ver as lágrimas de Cristiano Ronaldo numa final, não porque a tivéssemos perdido, mas sim porque a vida (ou outra coisa qual quer) lhe pregou uma grande partida! Não merecia! Logo ele que tanto queria isto, que tanto lutou por isto, não merecia!

Eu e uma nação inteira assistimos perplexos, incrédulos e sem querermos acreditar. Eu e uma nação inteira chorámos... Mas uma borboleta posou-lhe no rosto enquanto se desfazia em lágrimas, a mesma borboleta que passou o resto do jogo a sobrevoar o banco de Portugal... Não podia ser só uma coincidência... Não podia!






O jogo continuou e Cristiano mostrou que é um verdadeiro líder! Um líder que mesmo fora de campo consegue comandar a sua equipa. Um líder que disse ao Éder "vais entrar e vais marcar o golo da vitória"...









E depois de termos sofrido, desesperado, lutado, nunca desistido e acreditado sempre. Depois de termos mostrado de que raça somos feitos. Depois de termos provado mais uma vez ao Mundo que temos sangue de conquistadores... 



CONSEGUIMOS! 

FIZEMOS HISTÓRIA!

SOMOS CAMPEÕES DA EUROPA!




É muita emoção. É muita alegria. É muito arrepio na espinha! É muito orgulho em fazer parte desta Nação valente e imortal! É um sentimento que não cabe no peito! Aconteceu magia naquele stade de france! 

Eu sabia! Eu sentia! Eu acreditei sempre!


Obrigada Portugal. Obrigada Rapazes. Obrigada Fernando Santos. Obrigada Nobre Povo. Obrigada Deus por me teres dado a oportunidade de viver este momento histórico que é ver o meu país sagrar-se campeão!
























OBRIGADA!!!!

Maria Eduarda Falé

sábado, 9 de julho de 2016

PORTUGAL ♥ #euro2016

Foi há 12 anos atrás que descobri o que era o amor ao futebol e acima de tudo à Selecção Nacional. Futebol... esse desporto capaz de gerar 1001 emoções, capaz de fazer rir e de fazer chorar, capaz de juntar adeptos de clubes rivais em abraços apertados, capaz de unir um país inteiro em torno de uma Selecção!!



2016



Foi há 12 anos atrás que se jogou o Euro 2004 em Portugal.

Eu só tinha 17 anos mas ainda me consigo lembrar de cada jogo, cada golo e cada vitória. Lembro-me que há 23 anos que não conseguíamos ganhar à Espanha e que se não ganhássemos não iríamos passar aos quartos-de-final. Mas ganhámos!!!

E aquele Portugal-Inglaterra?? O jogo mais arrepiante que já vi em toda a minha vida!! 90 minutos mais prolongamento mais penalidades... Impossível esquecer o momento em que o Ricardo tirou as luvas e defendeu um penalti, para logo a seguir marcar o golo da vitória que nos levou às meias-finais. Impossível esquecer a imagem do Eusébio a chorar de alegria agarrado à sua toalha branca da sorte enquanto beijava o relvado. Impossível falar disto e não sentir um arrepio na espinha, mesmo que já tenham passado 12 anos.




Portugal - Inglaterra ; Euro 2004



Nas meias-finais jogamos com a Holanda e ganhámos! Estávamos na final! Pela primeira vez na História! Conseguem imaginar o feito que foi? Conseguem imaginar o sentimento patriótico que assolou um país inteiro? Quem viveu isto tudo jamais vai esquecer... Assim como todos jogos, todas as vitórias e todas a festas que se seguiam a isso.

Os ecrãs gigantes e os milhares de pessoas que se juntavam para assistir aos jogos. A febre das bandeiras nas janelas e em todos os lugares onde fosse visível o orgulho em ser português. As festas nas ruas que se seguiam a cada vitória e que se prolongavam noite dentro. O país parava. Mas parava mesmo. Nos noticiários não se falava em mais nada, esqueceu-se a crise e todos os problemas. Nunca, NUNCA se tinha visto nada assim em Portugal. O povo estava unido!! E quem muito contribuiu para isso foi no nosso seleccionador da altura. Luiz Filipe Scolari. Sim foi um brasileiro que conseguiu unir o povo português como nunca antes se tinha visto (inclusive a ideia das bandeiras à janela foi dele). E sim foi um brasileiro que pela primeira vez na História levou a equipa das Quinas a uma final.










4 de Julho de 2004 foi o dia. Horas antes do jogo assistiu-se a algo absolutamente inesquecível. Milhares e milhares de pessoas formaram o maior cordão humano de que há memória! Desde a Academia de Alcochete até ao Estádio da Luz. Conseguem imaginar?? Estão a ver bem os quilómetros que separam os dois locais? As estradas estavam completamente lotadas! Havia pessoas a pé, de carro, de bicicleta e a cavalo. Nos céus havia aviões a fazer acrobacias. Os pescadores juntaram-se e alinharam os barcos junto à ponte Vasco da Gama. Centenas de motards escoltaram o autocarro onde seguia a Selecção Nacional até ao Estádio da Luz. O verde e o vermelho predominavam e entravam-nos casa dentro através da televisão que transmitiu todo o percurso do autocarro em directo. Foram momentos que tiveram tanto de bonito como de arrepiante, acreditem em mim.




(Assistam ao video porque vale mesmo a pena! E tentem não chorar)


Percurso do autocarro da Seleccção entre a Academia de Alcochete e o Estádio da Luz



Há 12 anos atrás eu era apenas uma miúda de 17 anos que nunca tinha assistido a nada assim. Uma miúda que nunca tinha vibrado tanto por causa de uns "meros" jogos de futebol. Uma miúda que vibrou tanto mas tanto que até conseguiu convencer o pai a ir ver o jogo da final com ela ao ecrã gigante que estava na Praça do Giraldo. Até hoje nunca vi o Giraldo com tanta gente como naquele dia, e nem o facto do ecrã estar virado contra o sol fez com que se arredasse pé. Cantei e senti o Hino como nunca tinha sentido. Portugal estava a 90 minutos de ser Campeão da Europa. Fomos sempre superiores à Grécia, sempre!! Mas um golo de m*rda marcado através de um canto acabou-nos com o sonho. E ainda hoje, a memória que me vem à cabeça sempre que me lembro desse dia, é de ver o Cristiano Ronaldo a chorar compulsivamente após o jogo terminar. Não foi o único que chorou. Eu chorei. E vi pessoas a chorar à minha volta. Aquelas lágrimas do "puto maravilha" foram as de uma nação inteira...




Final Euro 2004


Mas agora, 12 anos depois, o meu pai disse-me que temos que ir ver a final do Campeonato da Europa no ecrã gigante... 12 anos depois Portugal está na final outra vez!!!!!!!!!!!

Não foi fácil chegarmos até aqui. Sofremos, fomos criticados, deitaram-nos a baixo e tentaram fazer-nos acreditar que não merecíamos estar a disputar este campeonato. Mas como nação valente e imortal que somos, mostrámos a esta Europa que unidos somos mais fortes!!! E que é unidos que vamos levantar de novo o esplendor de Portugal!!! Por isso venham de lá esses canhões que nós estamos prontos para marchar!!!

Rapazes, temos sangue de conquistadores! Enfrentámos mares e tormentas e ainda assim descobrimos meio mundo. Está na hora de fazer História outra vez. Está na hora de conquistar a Europa e o Mundo! Sejam fortes, mostrem de que raça são feitos, enfrentem de cabeça erguida e peito cheio as adversidades que possam surgir. E lembrem-se que não estão sozinhos... Com vocês estão 11 milhões de corações!




(Arrepiante!!!!)



NÓS ACREDITAMOS!!!!!!!!!
FORÇA PORTUGAL!!!!!!!!!!!!!!!!!


Maria Eduarda Falé



quinta-feira, 9 de junho de 2016

Bolo Nega Maluca Para Celebrar o 29º Aniversário ♥

Fiz anos no passado dia 21 de Maio mas só agora tive oportunidade de partilhar com vocês o bolinho que fiz para comemorar :)

Este bolo é sem qual quer dúvida o meu bolo de chocolate preferido!! Leva uma boa quantidade de chocolate e a textura fica super húmida! 

A cobertura de brigadeiro é cereja no topo do bolo, literalmente :)







A receita, tal como nome indica, é brasileira, da autoria da Danielle Noce que tem um canal no youtube, espreitem, vale mesmo a pena!!!! O link deste bolo é ESTE.


Ingredientes para o bolo:
  • 1 xícara de água
  • 1 e 1/4 xícara de chocolate em pó
  • 1 e 1/2 xícara de açúcar 
  • 4 ovos
  • 1 xícara de óleo vegetal
  • 1 colher de sopa de extrato de baunilha
  • Uma pitada de sal
  • 2 xícaras de farinha
  • 1 colher de sopa de fermento em pó


Ingredientes para a cobertura:
  • 1 lata de leite condensado 
  • 5 colheres de sopa de chocolate em pó
  • 1 colher de sopa de manteiga
  • Uma pitada de sal
  • Meio pacote de natas


Ingredientes para a decoração:
  • Oreo trituradas
  • Framboesas
  • Maltesers


Preparação do bolo:
  1. Ferva a água e misture com o chocolate em pó em uma tigela grande.
  2. Em seguida, acrescente o açúcar e misture bem. Adicione os ovos um a um e misture sem bater demais.
  3. Adicione o óleo e a baunilha. Mexa bem e depois peneire os secos por cima da mistura, incorporando delicadamente.
  4. Ponha a massa em uma forma de 20x30cm, untada e enfarinhada, e leve ao forno pré-aquecido a 180˚C por 40-50 minutos, faça o teste do palito.


Preparação da cobertura: 
  1. Cozinhe o leite condensado, o chocolate em pó, o sal e a manteiga em ponto de brigadeiro mole. Em seguida, acrescente as natas e cozinhe por mais 5 minutos em lume brando.
  2. Verta a cobertura por cima do bolo e decore a gosto.




Bom Apetite,
Mia*


PDF